sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Faixas para transporte coletivo começam a funcionar em Sorocaba

27/08/2012 - G1

Começou a funcionar nesta segunda-fera (27) o sistema de faixas exclusivas para o transporte coletivo em Sorocaba (SP). As faixas foram instaladas pela Urbes, empresa responsável pelo trânsito e transporte da cidade, pelas ruas Hermelino Matarazzo e Comendador Oeterer. O objetivo da implantação é agilizar o deslocamento dos veículos, além de melhorar a circulação no trânsito.


As faixas exclusivas podem ser utilizadas das 6h às 8h e das 17h às 19h pelo transporte coletivo urbano, transporte especial, fretamento com passageiros, taxis com passageiros, transporte escolar com passageiros, transporte intermunicipal, suburbano e veículos em operações emergenciais como ambulâncias, bombeiros e viaturas de polícia. As bicicletas com aro 20 ou acima também utilizarão estas faixas para circulação, em compartilhamento com o transporte coletivo.

Ainda de acordo com a empresa responsável pelo trânsito (Urbes), nos períodos de pico entre 6h e 8h e entre 17h e 19h não é permitida a circulação de motocicletas, veículos de passeio, utilitários e caminhões na faixa exclusiva. O estacionamento do lado esquerdo da via também será proibido nesses horários. Fora deles, tanto a circulação na faixa da direita quanto o estacionamento na faixa da esquerda serão permitidos. Durante os primeiros dias os agentes de trânsito irão orientar os condutores sobre as novas regras implantadas. Transitar na faixa exclusiva de ônibus é uma infração grave, que resulta em cinco pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 127,69.

Os corredores ganharam uma faixa azul para demarcar onde o transporte coletivo poderá circular exclusivamente nos horários estabelecidos. Foram implantadas 150 placas de regulamentação e advertência e 2.500 metros quadrados de sinalização horizontal (pintadas no asfalto). Tanto a rua Hermelino Matarazzo como a rua Comendador Oeterer tem aproximadamente 1,4 quilômetro de extensão. As faixas de rolagem foram divididas em duas, cada uma com cerca de 3,5 metros de largura. O binário possui câmeras de monitoramento e a movimentação será acompanhada em tempo real pelo Centro de Controle Operacional (CCO) da Urbes.

Cerca de 24 linhas utilizarão os corredores exclusivos. Destas, 71%, ou seja, 16 linhas irão transitar por toda a extensão dos corredores da rua Hermelino Matarazzo e Comendador Oeterer. Já as linhas 02 - Brasilândia; 19 - Progresso; 23 - Industrial / Dois Corações; 36 - Porcel; 38 - Aparecidinha / Éden e 61 - Iporanga, que atendem a Vila Santana, e a linha 45 - Retiro São João, que atende o Jd. Marco António e região do Mercado Distrital, irão transitar por trechos destes corredores.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

São Paulo terá 2 rodoviárias e 8 corredores de ônibus

19/08/2012 - O Estado de São Paulo

A Prefeitura abre hoje a consulta pública para um pacote viário que inclui a construção de duas estações rodoviárias, na Vila Sônia e em Itaquera, e 68,5 quilômetros de corredores de ônibus, incluindo 3,3 km na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini.

Trata-se do primeiro passo para que saiam do papel as obras previstas entre as metas para a gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD). As licitações devem ser feitas nas próximas semanas.

Na Berrini, no Brooklin, zona sul de São Paulo, o corredor será instalado ao lado do canteiro central, ocupando uma das três faixas da via. A faixa exclusiva começará no fim da Rua Funchal e seguirá até o cruzamento da Avenida Roque Petroni Júnior.

A estimativa da Secretaria Municipal de Transportes é de que R$ 40 milhões sejam gastos na obra e pelo menos 33 linhas de ônibus possam trafegar pela região, transportando aproximadamente 155 mil passageiros por dia.

A zona leste será a que mais receberá corredores exclusivos. Serão dois trechos na Radial Leste, que somam 17 km. O projeto, que pode ter como consequência o fim de uma das faixas de veículos, é visto como uma alternativa para aliviar a Linha 3-Vermelha do Metrô. Além disso, haverá mais 14 km na Avenida Aricanduva e 2 km em Itaquera, somando 16,1 km.

Na zona sul, além da Berrini, haverá a construção de um sistema viário que abrange Capão Redondo e Campo Limpo, chegando até a Vila Sônia, na zona oeste – um total de 12 km. De acordo com a Prefeitura, também será construído o Binário Santo Amaro, interligação dos corredores de ônibus que atendem a região sul da cidade, a serem integrados no Terminal Santo Amaro.

Atualmente, a capital tem dez corredores de ônibus, que transportam 3,2 milhões de pessoas por dia. No entanto, a velocidade média dos coletivos registrada nas faixas exclusivas foi de somente 15 km/h no ano passado. Dependendo do trajeto e do horário, um passageiro poderá passar mais de duas horas para percorrer 17 km.

Rodoviárias
A Vila Sônia também terá uma rodoviária, que deverá ser erguida ao lado da Estação Vila Sônia, da Linha 4-Amarela do Metrô. O novo terminal terá 8 mil m² e deve receber principalmente linhas intermunicipais que utilizam as Rodovias Régis Bittencourt e Raposo Tavares, além do Rodoanel.

Do outro lado da cidade, em Itaquera, será construída outra rodoviária. Essa unidade deverá servir pessoas que vêm do litoral norte, Vale do Paraíba e Belo Horizonte. O terminal faz parte do pacote de infraestrutura para a Copa de 2014. Três terminais urbanos ainda serão construídos no Jardim Ângela, em Parelheiros, ambos bairros da zona sul, e em Perus, na zona norte.

Do pacote também consta a reforma e requalificação de dois corredores. Serão 8 km na Estrada do M’Boi Mirim, na zona sul, e 14 km na Avenida Inajar de Souza, na zona norte.

Fonte: O Estado de S.Paulo, Artur Rodriguesm

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Em Campinas, EMDEC apresenta conceito do BRT (Bus Rapid Transit)

10/08/2012 - EMDEC

O conceito de BRT Bus Rapid Transit (Ônibus de Trânsito Rápido, em inglês) e a proposta dos corredores de transporte público para as regiões do Ouro Verde e Campo Grande foram apresentados durante reunião ordinária do Conselho da Cidade de Campinas (CONCIDADE). O evento foi realizado na noite de quarta-feira, dia 8 de agosto, no auditório da Base da Guarda Municipal, na Avenida Dr. Moraes Salles.

Foto: tudodeonibus.com

 A reunião foi aberta pelo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e presidente do CONCIDADE, Alair Roberto Godoy, que destacou a importância de a sociedade “receber as informações pertinentes ao tema, de maneira clara e objetiva, para que todas as dúvidas sejam sanadas”.

Logo na sequência, a palavra foi passada para o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), André Aranha Ribeiro, que apresentou todos os elementos que envolvem o BRT, como infraestrutura, planejamento e controle operacional.

O secretário de Transportes destacou que “BRT não é apenas um veículo. O sistema é formado por um conjunto de elementos importantes, como corredores exclusivos com espaços para ultrapassagens, estações de transferência e veículos articulados ou biarticulados”. E enfatizou que tudo isso deixa o sistema “mais seguro, rápido, eficiente e confiável”.

A apresentação teve duração de 1h30 e foi a mesma realizada durante a Audiência Pública do BRT, em julho passado. Ela está disponível, na íntegra, no site da EMDEC, no endereço eletrônicowww.emdec.com.br/brt.

Após a apresentação do secretário de Transportes, os conselheiros puderam realizar perguntas e fazer sugestões.

BRT
O BRT Campinas é um sistema de transporte de ônibus de alta qualidade, que realiza viagens mais rápidas, semelhantes às do metrô. Os veículos irão circular nos corredores Ouro Verde (que será implantado nas avenidas Amoreiras e Ruy Rodriguez) e Campo Grande (Avenida John Boyd Dunlop).

Nos dois corredores haverá estações elevadas para facilitar o embarque e desembarque. A cobrança da tarifa deixa de ser no ônibus e passa a ser realizada na estação. O Bilhete Único será mantido e o preço da passagem será o mesmo do Sistema InterCamp.

O BRT contará com uma central de controle operacional, para controle das viagens, e os veículos terão GPS, evitando atrasos. O sistema inclui serviços de informações de voz e digital, anunciando os horários e as estações.

O início das obras dos corredores do BRT está previsto para o segundo semestre de 2013, com previsão de três anos de trabalhos. Para 2014, a previsão é de transportar 30 mil passageiros por hora, no pico, em cada sentido, em cada corredor. Esse volume pode chegar a 40 mil passageiros/hora/pico/sentido nos próximos 30 anos.

O conceito de BRT será implantado com os R$ 339 milhões de verbas do Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade Urbana (PAC 2), com o qual Campinas foi contemplada pelo Governo Federal. Os recursos serão investidos na infraestrutura viária. Já os veículos serão investimentos das concessionárias do transporte público coletivo.

Reuniões com a comunidade
Desde a Audiência Pública do BRT, realizada no dia 6 de julho, a EMDEC vem apresentando, para os diversos segmentos sociais, os projetos de implantação dos corredores Ouro Verde e Campo Grande. Até agora foram sete encontros. Mais oito reuniões já estão agendadas para as próximas semanas.

domingo, 12 de agosto de 2012

Em São Paulo, Usuário tem um olho no ponto e outro na internet

10/08/2012 - Diário de SP

Já virou rotina: antes de ir para o trabalho, a roteirista de cinema Tainá Mühringer acessa em seu celular o site da SPTrans (São Paulo Transporte) e lá entra no sistema Olho Vivo, que fornece a localização precisa do ônibus que ela precisa pegar. “Assim, eu não espero no ponto. Espero na minha casa”, afirma.

A SPTrans disponibilizava desde 2008 um serviço que mostrava somente a velocidade média e o tempo de percurso dos ônibus nos principais corredores da cidade. 

Desde março deste ano o programa foi ampliado para facilitar ainda mais a vida dos oito milhões de usuários que utilizam os 15 mil ônibus da frota da capital todos os dias.
Há cinco meses, quem acessa o endereço eletrônico olhovivo.sptrans.com.br pode buscar nos links De Olho na Linha, De Olho no Ponto e De Olho na Via informações como o tempo que falta para a chegada do próximo ônibus.
Assim, o passageiro pode monitorar, em tempo real, todo o sistema de ônibus de São Paulo, tendo acesso a várias informações: em quanto tempo ele vai passar, em que posição do itinerário está o próximo coletivo dessa linha e qual o tempo médio do percurso nos principais corredores.
O De Olho na Linha localiza os ônibus que poderão atender o usuário ao longo do trajeto da sua linha. Ele está disponível para os 1.360 itinerários.
O De Olho no Ponto mostra em quanto tempo e quais linhas se aproximam do ponto que o usuário está ou vai utilizar em uma das vias exclusivas de ônibus. Esse serviço está disponível nos corredores Rio Bonito, Santo Amaro, Rebouças, Pirituba e Expresso Tiradentes.
Todas as informações podem ser acessadas via internet, de casa ou do trabalho, e também estão disponíveis em celulares smartphones e equipamentos móveis com acesso à internet, rodando Android e iOS da Apple. No Corredor Rebouças e no Terminal Santo Amaro o sistema wi-fi está disponível aos usuários.
O sistema Olho Vivo foi criado em 2005 com objetivo de ampliar a fiscalização dos 15 mil ônibus da frota da cidade. Ele foi ampliado em 2008 e os dados sobre velocidade e previsão de partidas começaram a ser disponibilizados aos passageiros, que conseguiam acompanhar on-line a velocidade dos principais corredores. Nos pontos, o tempo de espera para o próximo ônibus com painéis eletrônicos era informado em painéis. O sistema evoluiu e agora o usuário acessa informações pela rede móvel.

sábado, 11 de agosto de 2012

EMTU/SP publica edital para pré-qualificar empresas que executarão 56,5km de corredores de ônibus em SP e Campinas

10/08/2012 - EMTU

O investimento total previsto pelo Governo do Estado nas obras é de R$ 670 milhões.

 O governo do Estado, por meio da EMTU/SP publicou nesta sexta (10/12) em jornais da capital, Guarulhos e Campinas, edital de pré-qualificação para selecionar empresas ou consórcios que queiram participar de licitações destinadas à execução de obras e projeto executivo em quatro corredores de ônibus nas regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas.

A publicação marca o início do processo de seleção das empresas que executarão obras previstas no Plano de Corredores da EMTU/SP, que terá 80,8km de vias construídas até 2014.

As melhorias previstas no edital deverão beneficiar cerca de 560 mil usuários/dia em 12 municípios: São Paulo, Osasco, Barueri, Jandira, Itapevi, Guarulhos, Campinas, Santa Bárbara D'Oeste, Americana, Hortolândia, Nova Odessa e Sumaré. O valor estimado desses empreendimentos é de R$ 670 milhões, correspondendo a 56,5 km de corredores, oito terminais, além de estações de transferência, estações de embarque / desembarque e obras de arte (viadutos, transposições rodoviárias e passarelas).

O aviso engloba o Corredor Guarulhos - São Paulo (trecho Vila Endres-Ticoatira); BRT Perimetral Leste, que ligará o Terminal São Mateus ao Corredor Guarulhos-São Paulo, passando próximo ao Estádio onde haverá a abertura da Copa do Mundo de 2014; Corredor Itapevi-São Paulo (trechos Jandira - Terminal Carapicuíba e Terminal Carapicuíba - 
Terminal Metropolitano Km 21); e continuação do Corredor Noroeste, na Região Metropolitana de Campinas, incluindo o trecho Nova Odessa - Santa Bárbara D'Oeste e obras complementares no trecho Campinas - Sumaré.

O objetivo da EMTU/SP, ao reunir diversos empreendimentos num mesmo processo de pré-qualificação, é permitir às empresas interessadas um planejamento mais consistente para atender às exigências do edital de obras, além de possibilitar um melhor nível nas propostas a serem apresentadas na segunda fase do processo de seleção.

O edital completo estará disponível para download a partir de 22/08 (quarta-feira) na página da EMTU/SP na Internet (www.emtu.sp.gov.br) ou pode ser retirado gratuitamente até 20/09 na sede da empresa, à rua Joaquim Casemiro, 290, em São Bernardo do Campo, de segunda a sexta-feira das 08h30 às 16h00, mediante a apresentação de um CD-R (gravável).

A sessão pública para entrega da documentação de pré-qualificação será no dia 21/09, das 10h às 10h30, na sede da EMTU/SP (endereço acima).      

Essa mensagem foi enviada automaticamente através do site da EMTU
Caso não deseje mais receber newsletters, clique aqui

sábado, 4 de agosto de 2012

Ônibus Marcopolo Viale BRT começam a circular em Campinas

02/08/2012 - Marcopolo

Veículos articulados serão utilizados no primeiro corredor BRT da cidade

Caxias do Sul (RS), 2 de agosto de 2012 - A Marcopolo fez a entrega, ontem, dia 1º de agosto, do primeiro lote de ônibus Viale BRT para o Sistema de transporte urbano da cidade de Campinas, São Paulo. Os 15 veículos, do mais moderno modelo produzido no Brasil, foram adquiridos pela Itajaí Transportes Coletivos e começaram a circular percorrendo o trajeto entre o bairro Campo Grande e o Centro.

Desenvolvido para aplicação nos avançados sistemas de transporte coletivo em grandes centros urbanos, o Marcopolo Viale BRT é o mais avançado já fabricado no Brasil e consumiu dois anos de pesquisas e desenvolvimento. A versão articulada tem 19 metros de comprimento, capacidade para transportar até 145 passageiros e foi concebida com inéditos conceitos de design, ergonomia, conforto, segurança e eficiência.

Segundo Paulo Corso, diretor de operações comerciais para o mercado brasileiro da Marcopolo, o sistema de BRT em funcionamento no Brasil e em diversas cidades do mundo oferece os mais modernos conceitos de mobilidade urbana. “Em Campinas o sistema foi escolhido como padrão do transporte coletivo nos próximos anos. É um exemplo que deve ser replicado para outras cidades brasileiras pelos importantes benefícios e vantagens que proporciona para os cidadãos e, sobretudo, para a mobilidade urbana”, destaca Paulo Corso.

Montados com chassi Volvo, os novos ônibus Marcopolo Viale BRT Articulado têm desenho moderno, como exclusivos conjuntos óticos dianteiro e traseiro em LEDs, que garantem melhor iluminação e reforçam a identidade da marca. Também é o primeiro ônibus urbano do mercado brasileiro a contar com Daytime Running Light, dispositivo de acendimento automático dos faróis mesmo durante o dia.

Para maior comodidade e conforto dos passageiros, os veículos possuem internet sem fio (wireless) e monitores de televisão. O motorista contará com uma tela ao lado do volante, por onde poderá acompanhar o embarque e desembarque de passageiros, câmeras de segurança, computador de bordo, além de sistemas de indicação de parada audiovisual e gerenciamento de frota.

“Enquanto os corredores exclusivos não ficam prontos, os ônibus Viale BRT serão utilizados no sistema atual da cidade. A partir de 2013 deverão ser colocados em circulação novos veículos nos corredores Ouro Verde e Campo Grande. A estimativa é de que os dois corredores transportem juntos, no horário de pico, cerca de 30 mil passageiros por hora”, explica o executivo.

Conforto interno

Internamente, o Viale BRT oferece mais conforto, ergonomia e segurança. A maior largura interna, associada à configuração das poltronas, proporciona maior área livre e facilita a circulação dos passageiros, tornando a viagem mais cômoda e confortável. A altura interna também foi aumentada, permitindo a inclusão de eficientes dutos de ar, alto-falantes e amplo espaço para propaganda nas laterais superiores.

A concepção do Viale BRT é de um veículo robusto e extremamente confiável, imagem conquistada junto às pessoas que o utilizam, produto de excelente relação custo/benefício, atributo reconhecido pelos empresários do setor de transporte urbano de passageiros. Outras características importantes são a redução de custos, sustentabilidade do produto, praticidade e tecnologia embarcada.

Ideal para o transporte urbano, o Viale possui câmbio automático e sistema de segurança para que não se movimente com as portas abertas. O veículo atende todas as exigências dos sistemas de plataformas de embarque existentes no País, com opção de porta com 1.100 mm de vão livre na frente do rodado dianteiro e piso elevado, adaptados à acessibilidade.
 
Crédito da foto: Júlio Soares