quinta-feira, 28 de junho de 2012

Começa a funcionar corredor de ônibus da av. Vital Brasil, em SP

25/06/2012 - Folha.com
 
O corredor de ônibus da avenida Vital Brasil, na região do Butantã (zona oeste de São Paulo), começou a funcionar na manhã desta segunda-feira.

A implantação tem como objetivo garantir fluidez no trânsito e agilizar o tráfego daqueles que usam o transporte público, de acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

A faixa exclusiva para ônibus foi implantada em ambos os sentidos, à direita da via. Os horários de funcionamento, no entanto, serão diferentes em cada um dos sentidos.

No sentido centro, os ônibus têm exclusividade na faixa das 6h às 20h, em toda a extensão da avenida. Já no sentido bairro, a faixa é restrita aos ônibus das 17h às 20h entre a rua Catequese e a avenida Corifeu de Azevedo Marques e, das 6h às 20h, entre a praça Jorge de Lima e a rua Catequese.

domingo, 17 de junho de 2012

Cidade de Sorocaba terá faixas exclusivas para ônibus

14/06/2012  - Diário de SP

“Não tiro a razão da população de questionar a qualidade do transporte público. Por isso, estamos fazendo o possível para melhorar.” Foram com estas palavras que o secretário municipal de transportes e presidente da Urbes, Renato Gianolla, anunciou, na tarde desta quarta-feira (13), a implantação de um sistema de corredores em duas ruas de Sorocaba: a Hermelino Matarazzo e a Comendador Oeterer. O objetivo é tornar o fluxo dos ônibus do transporte público mais ágil e  reduzir a quantidade de veículos nas ruas.


Pioneiros no município, os corredores deverão entrar em operação até o fim de junho. “O modelo sustentável de transporte urbano sempre deve ser priorizado”, cita o secretário, se referindo a alternativas de locomoção como ônibus, bicicletas e caminhada.

A ideia é incentivar os sorocabanos a abraçarem a utilização dos ônibus públicos que tanto têm gerado reclamações e protestos por parte dos próprios munícipes.

Este trabalho teve início com a proibição de estacionamento no lado direito das principais ruas da cidade. Faixas exclusivas para a circulação de ônibus serão criadas.

Num primeiro momento, o acesso exclusivo para os ônibus será feito em horário determinado. De acordo com Gianolla, o projeto deverá se estender futuramente às ruas Padre Luiz, Francisco Scarpa e a avenida General Carneiro. 

Frota
“Antes a cidade não estava preparada para receber o sistema de corredores que precisa de uma grande quantidade de ônibus para funcionar corretamente”, explica Gianolla.

Ainda segundo ele, a necessidade atual da cidade deve propiciar a utilização de cerca de 20 novos ônibus que serão colocados em circulação entre agosto e outubro deste ano, nas linhas com o maior número de usuários.

Todas as medidas prometem sanar parcialmente os problemas daqueles que enfrentam ônibus lotados, todos os dias,  e reduzir o número de atrasos. 

Estudantes fazem barulho e cantam na porta da Urbes
Movimento Estudantil Domínio Público faz segunda manifestação para reivindicar melhorias no transporte público coletivo do município

“Mãos para o alto, essa passagem é um assalto”, gritava um grupo de 40 jovens na porta da Urbes - Trânsito e Transportes, na tarde desta quarta-feira. Embalados por frases de efeito e guiados por membros do Movimento Estudantil Domínio Público, o grupo protestou contra as condições do transporte público coletivo da cidade, além de questionar o valor da passagem, elevada para R$ 3,15.

“Estamos aqui para protocolar um manifesto sucinto, apontando vários problemas no transporte público e, principalmente, questionar o valor da passagem, que consideramos abusivo”, destaca Jean Marcelo dos Santos Campos, 19 anos, que faz parte do Domínio Público.

Os estudantes exigiram que Renato Gianolla viesse até a entrada do prédio para cumprimentá-los. “Não desci para não ser ofendido”, explica o presidente da Urbes durante a reunião com representantes do movimento estudantil.

Ele ouviu e debateu cada tópico do manifesto durante uma conversa que teve momentos mais tensos. “Por acaso você sabe o que é andar de ônibus?”, disse um dos estudantes a Gianolla, que rebateu: “Não nasci presidente da Urbes, estudei muito para chegar aqui e já andei muito de ônibus sim”.

Resultado
Foi durante a reunião que o secretário anunciou a implantação dos corredores para ônibus. “Os estudantes têm mais que se manifestar sim, de exigir sempre o melhor para cidade”, declara Gianolla.

Os representantes do Domínio Público protocolaram o manifesto e prometeram continuar lutando pelos direitos de todos os sorocabanos.

Reivindicações do manifesto
Municipalização do transporte
Grupo quer que licitações defendam o privilégio do setor privado, que presta o serviço visando apenas lucro.

Redução no valordo vale-transporte
Usuário do transporte público coletivo de Sorocaba paga a terceira maior tarifa do país.

Políticas públicas que privilegiem o transporte coletivo
População precisa se conscientizar e buscar propostas, implantando ideias efetivas para que vários problemas sejam minimizados.

Criação de corredores de ônibus
Trânsito caótico é provocado pelo excesso de veículos nas vias, pois os moradores do município preferem se endividar comprando carros e motos do que andarem de ônibus.

Aumento da frota e do horário de circulação
Moradores não têm direito a lazer noturno, pois os ônibus circulam até a 0h; além disso, nos horários de pico faltam ônibus, gerando atrasos.

Passe livre para estudantes
Estudante ganha pouco, luta para sobreviver e busca uma profissão para melhorar a sua própria qualidade de vida e de sua família.

A cara do transporte
Sorocaba conta com 364 ônibus urbanos que estão distribuídos em cem linhas. Elas atendem uma média de 218 mil passageiros nos dias úteis do mês e 72 mil em domingos e feriados. 

443 é o número de funcionários que trabalham diretamente na Urbes.k
 

sábado, 16 de junho de 2012

EMTU/SP realiza audiência pública para o Corredor Noroeste - trecho Nova Odessa / Americana / Sta. Bárbara D’Oeste

13/06/2012 - EMTU/SP

Na próxima sexta-feira (15/06), a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU/SP realizará Audiência Pública do Corredor Noroeste – trecho Nova Odessa / Americana / Sta. Bárbara D’Oeste.

Serão apresentadas informações sobre o estágio dos projetos, etapas previstas, cronograma de obras, traçado, configuração viária do Corredor, ganhos de mobilidade e benefícios que os melhoramentos trarão à população da RMC, a mais importante das três regiões metropolitanas do estado de São Paulo em termos de atração populacional e onde vivem cerca de três milhões de habitantes.

Na área de influência do trecho Nova Odessa / Americana / Sta. Bárbara vivem 936 mil pessoas e lá se encontram 26,2% dos empregos disponíveis na RMC

Para este trecho do Corredor Noroeste estão previstos a construção dos terminais metropolitanos de Sumaré, Americana e Santa Bárbara e reforma do Terminal Rodoviário de Nova Odessa, além de três Estações de Transferência, 13km de ciclovias e bicicletários. As obras têm previsão de início em dezembro de 2012 e a conclusão está prevista para o primeiro semestre de 2014.

O presidente da EMTU/SP, Joaquim Lopes, e assessores técnicos do projeto estarão disponíveis para entrevistas à imprensa.

Serviço

Evento: Audiência Pública do Corredor Noroeste

Trecho Sumaré – Nova Odessa – Americana – Santa Bárbara d’ Oeste

Data: 15/06/2012

Horário: 14h00

Local: Hotel Premium Norte

Rua Novotel, 931 – Jardim Aparecida – Campinas – SP

Essa mensagem foi enviada automaticamente através do site da EMTU
Caso não deseje mais receber newsletters, clique aquii

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Zona sul ganha 9,3 km de corredores de ônibus

14/06/2012 - Band.com.br

A partir de sábado, região de Interlagos terá novas faixas exclusivas; multas começam na segunda

Motoristas que desrespeitarem a faixa serão multados em R$ 53,20, além de somar três pontos na carteira

André Porto/Metro
Ariel Kostman/Do Metro São Paulo noticias@band.com.br

Campinas: corredor de ônibus exige parceria
RJ inaugura corredor expresso de ônibus
Soninha quer reformular corredores de ônibus
Kassab deixa obras para sucessor
 
Começa a funcionar no sábado um novo corredor de ônibus na zona sul de São Paulo. A faixa exclusiva, om 9,3 km, passa pelas avenidas Senador Teotônio Vilela, Interlagos, Olivia Guedes Penteado, Rio Bonito, Brigadeiro Gavião Peixoto e Barão de Jundiaí.
 
Esses serão os primeiros quilômetros de corredores entregues pelo prefeito Gilberto Kassab. A atual administração havia prometido construir 69 km de corredores de ônibus até o final do ano, mas até agora nenhum foi entregue. Além disso, dos 38 km que  seriam requalificados, apenas 10 km, na Rebouças, passam por melhorias.
 
A nova faixa exclusiva vai funcionar de segunda a sexta, das 6h às 20h. Apenas um trecho de 500 metros na Teotônio Vilela vai operar sete dias por semana, 24 horas por dia. No sábado, agentes da CET estarão na região para orientar os motoristas. A partir de segunda, quem desrespeitar a faixa será multado em R$ 53,20, além de somar três pontos na carteira.
 
As obras fazem parte de um pacote de 130 km de vias exclusivas para o transporte coletivo que o prefeito Gilberto Kassab (PSD) promete entregar até o final do mandato. Entre as próximas vias que devem receber faixas exclusivas estão a Vital Brasil e a  Cruzeiro do Sul, na norte. 
 
Para a zona leste, estão previstos 12,4 km nas avenidas Líder e Itaquera. Também devem receber faixas exclusivas as avenidas Domingos de Morais, Engenheiro Caetano Álvares, Eliseu de Almeida e Jabaquara.
 
Em algumas, a restrição aos automóveis poderá valer apenas nos horários de pico.
 

quinta-feira, 14 de junho de 2012

SP luta para melhorar seu sistema de transportes

11/06/2012 - AFP

Com enormes engarrafamentos, vias cheias de buracos à beira do colapso e uma infraestrutura deficiente, São Paulo enfrenta um enorme desafio enquanto corre contra o tempo para melhorar seu saturado sistema de transporte antes de ser o palco do pontapé inicial da Copa do Mundo de 2014.

A vibrante capital econômica do Brasil tem a sétima área metropolitana mais populosa do mundo, com 20 milhões de habitantes, que incluem os 11 milhões que vivem dentro dos limites da cidade.

A cada dia, os ônibus transportam cinco milhões de pessoas; o metrô, quatro milhões, e outros dois milhões de paulistanos viajam em trens de subúrbio, segundo as autoridades.

O pesadelo do transporte público em São Paulo ficou evidente em 23 de maio, quando uma greve no metrô paralisou a cidade, obrigando milhões a usarem seus carros ou tentar pegar algum dos ônibus lotados para chegar ao trabalho.

"Como resultado disso, tivemos 249 km de ruas e estradas congestionadas, um recorde para o horário da manhã", disse Katia de Cassia Jouanini, agente do centro de controle de tráfico da cidade (CET).

O recorde histórico foi alcançado em 1º de junho, com um engarrafamento de 295 km à tarde.

O CET parece uma colmeia que funciona 24 horas por dia, com 374 pessoas monitorando o trânsito em tempo real, analisando informações de 140 das 370 câmeras instaladas em toda a cidade.

Uma central de atendimento recebe informações do público e agentes posicionados em pontos estratégicos informam bombeiros e serviços de emergência em caso de acidentes.

Outros monitoram 868 km de vias em 25 telas que transmitem imagens ao vivo do trânsito, enquanto um amplo mapa destaca os maiores engarrafamentos.

Quatro milhões de veículos - carros, ônibus e motos - saturam os 17.000 km de vias e autopistas nos dias de semana, acrescentaram as autoridades.

Para piorar as coisas, centenas de carros novos saem às ruas diariamente como resultado da crescente prosperidade econômica e do crédito mais barato, comentou Jouanini.

"Todos os dias temos mais carros. É um desafio manter a qualidade do serviço com os recursos de que dispomos", declarou à AFP Hercules Justino, encarregado de trânsito no CET. "Precisamos de mais investimento", acrescentou.

Às vésperas da Rio+20, a palavra sustentabilidade ressoa nas ruas de São Paulo.

Em seminário recente sobre logística no Brasil, diretores empresariais pediram um investimento adequado em projetos de infraestrutura, inclusive um transporte mais eficiente.

"Os investimentos em infraestrutura no Brasil não acompanham a demanda porque não há planejamento", afirmou Carlos Cavalcanti, diretor do departamento de Infraestrutura da Federação de Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Assim como as outras 11 cidades brasileiras que sediarão a Copa do Mundo de 2014, São Paulo investe bilhões de dólares para melhorar seu estádio, aeroporto, vias e sistema de transporte público para fazer frente a um maciço fluxo de visitantes.

São Paulo sediará o jogo de estreia do Mundial, em 12 de junho de 2014.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Eduardo Jorge, é um dos que mais incentiva os esforços para dar a São Paulo um futuro sustentável.

Infelizmente, o sistema de transportes tem que competir por recursos com outros serviços chave como saúde e educação, que juntos consomem até 50% do orçamento da cidade, disse Jorge.

De qualquer forma, o secretário enfatizou que o sistema do metrô está em ampliação, com quatro linhas adicionais, e que a frota de ônibus está sendo renovada, com 80% de seus 15.000 veículos novos e eficientes do ponto de vista energético.

O primeiro VLT (veículo leve sobre trilhos) da cidade está em construção para ligar o aeroporto de Guarulhos ao sistema de metrô. O projeto, de US$ 862 milhões, deve ser concluído ao final de 2014.

Alguns dos 2.000 novos ônibus são movidos a etanol, eletricidade, biomassa ou outro combustível alternativo à gasolina.

O secretário municipal de Meio Ambiente destaca que São Paulo foi a primeira cidade brasileira a instaurar uma inspeção anual para assegurar que os veículos estejam em boas condições e cumpram os padrões para o controle da contaminação.

A cidade também promove o uso da bicicleta, estendendo seus 55 km de ciclovias e ensinando regras de trânsito e segurança. A cada domingo, outros 67 km de vias são liberadas exclusivamente para os ciclistas.

Mas Jorge admitiu que "a solução para o desafio do transporte é impor severas restrições ao uso de automóveis e motos".

"Temos que multar os contaminadores para desestimular o uso supérfluo de carros e garantir recursos adicionais para financiar o transporte público", acrescentou.

EMTU/SP realiza audiência pública para o Corredor Perimetral Leste Jacu Pêssego

05/06/2012 - EMTU

Na próxima segunda-feira (11/06),  a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos - EMTU/SP realizará Audiência Pública do Corredor Perimetral Leste Jacu Pêssego, que ligará o Corredor ABD (São Mateus-Jabaquara) ao Terminal Cecap, em Guarulhos, parte integrante do Corredor Guarulhos-São Paulo. Além de facilitar os deslocamentos da população das regiões norte e leste da RMSP e da região do ABC paulista, o futuro corredor propiciará acesso ao futuro Estádio do Corinthians, por meio de serviço especial a ser criado no período da Copa de 2014.

Serão apresentadas informações sobre o traçado, trechos a serem implantados, configuração viária do Corredor, demanda prevista de usuários, ganhos de mobilidade e benefícios que o empreendimento trará à população daquelas regiões e do município de Guarulhos, o segundo mais populoso do Estado.

O primeiro trecho da obra, entre o Terminal São Mateus e a rodovia Ayrton Senna, está previsto para ser entregue em 2014.

Serviço

Evento: Audiência Pública do Corredor Perimetral Leste Jacu Pêssego

Data: 11/06/2012

Horário: 10h00

Local: Auditório D da UNICSUL

Av. Ussiel Cirilo, 93 - Vila Jacuí - São Paulo - SP

CEP 08060-070

segunda-feira, 4 de junho de 2012

EMTU/SP faz audiência pública para segundo trecho do Corredor Itapevi – São Paulo

22/05/2012 - EMTU

Nesta sexta-feira, dia 25/05, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos realizará Audiência Pública do segundo trecho do Corredor Metropolitano Itapevi - São Paulo (Butantã) que envolve a ligação entre Jandira e Osasco (km 21).
As características e cronograma do projeto serão apresentados à sociedade civil, representada por associações, órgãos públicos ligados ao setor de transporte e planejamento, operadoras de ônibus, prefeituras e parlamentares.

O trecho de 10,4 km, construído sobre o viário existente, terá faixa central exclusiva para a circulação de ônibus e paradas com porta à esquerda. Apresentará itens de acessibilidade, melhoria do viário e iluminação pública, inclusive nos pontos de parada; dois novos terminais metropolitanos de integração nos municípios de Carapicuíba e Osasco (km 21) e uma estação de transferência em Barueri. A obra será entregue à população em 2014.

Serviço


Evento: Audiência Pública do trecho Jandira/Osasco km21 do Corredor Metropolitano Itapevi - São Paulo (Butantã)

Data: 25/05/2012

Horário: 14h30

Local: ETEC Carapicuíba - Auditório

Rua Francisco Pignatari, 650

Vila Gustavo Correa

Carapicuíba - SP

sábado, 2 de junho de 2012

 EMTU/SP faz Audiência Pública para as obras do Corredor Metropolitano Guarulhos – São Paulo

22/08/2012 - EMTU

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos - EMTU/SP realiza amanhã, dia 23/08, a Audiência Pública para a apresentação do projeto de construção do Corredor Metropolitano Guarulhos – São Paulo. 

O objetivo deste empreendimento é reorganizar as linhas de ônibus municipais e metropolitanas e reestruturar o sistema de transporte público no município de Guarulhos, viabilizando a integração com os sistemas de alta capacidade da CPTM e do Metrô. 

A infraestrutura do novo corredor contará com faixas exclusivas para ônibus, terminais de integração, pontos de parada com cobertura, entre outros equipamentos para mais conforto e segurança aos passageiros.

Os usuários do segundo município mais populoso do Estado terão mais mobilidade em seus deslocamentos na Região Metropolitana de São Paulo. 


Serviço: 

Evento: Audiência Pública sobre o Corredor Metropolitano Guarulhos – São Paulo

Data: 23/08/2011

Horário: 14 horas

Local: Monaco Convention & Hotel

Endereço: Rua Diogo Farias, 137 – Centro – Guarulhos – SP