quinta-feira, 22 de março de 2012

Transporte metropolitano da Baixada Santista recebe mais 90 ônibus novos

19/03/2012 - EMTU

No  primeiro bimestre deste ano os usuários do Serviço Regular Comum do transporte metropolitano da Baixada Santista passaram a contar com mais 90 ônibus novos  em operação. A  Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos - EMTU/SP acompanhou a inclusão desses veículos, em substituição aos mais antigos, e tem agora cadastrada na RMBS a frota mais nova e moderna das Regiões Metropolitanas  de São Paulo, com idade média inferior a um ano e composta por quase 100% de veículos acessíveis para atender às pessoas com  deficiência.

Incentivar a renovação da frota que opera as linhas intermunicipais nas Regiões  Metropolitanas faz parte da política do Governo do Estado de São Paulo para  propiciar melhores condições de transporte  à  população.

Acessibilidade

Os  90 novos ônibus foram incluídos no sistema nos meses de janeiro e fevereiro  deste ano e contam com elevador e espaço para cadeira de rodas. Também há área  reservada para pessoas com deficiência visual e cão-guia.  Os bancos têm cor  diferenciada (amarela) para o uso dos passageiros especiais.

Aos usuários em geral há itens de conforto como bancos com assentos e encosto  estofados, vidros climatizados que ajudam a regular a temperatura ambiente e diminuir o volume de ruídos, além de ventiladores internos no teto para garantir  a troca de ar no ambiente.

Investimentos

No ano passado as empresas operadoras das 60 linhas intermunicipais da região já haviam investido cerca de R$ 70 milhões na compra de 200 veículos novos para a operação das linhas metropolitanas. Neste ano foram empregados mais de R$ 30 milhões.

Hoje, do total de 500 ônibus que operam as linhas intermunicipais na Região Metropolitana da Baixada Santista, 89,41% apresentam dispositivos de acessibilidade para atender às pessoas com deficiência. A idade média atual da frota do sistema é de apenas 11 meses.

Essa mensagem foi enviada automaticamente através do site da EMTU
Caso não deseje mais receber newsletters, clique aqui