quarta-feira, 31 de maio de 2017

Transunião Transportes aposta em novos modelos de ônibus

31/05/2017 - Abc do Abc

Passam a integrar a frota da empresa 20 novos ônibus, dos quais 17 são Volksbus 17.260 OD e três na versão 15.190 OD, que foram comercializados pela Apta Caminhões e Ônibus
Passam a integrar a frota da empresa 20 novos ônibus, dos quais 17 são Volksbus 17.260 OD e três na versão 15.190 OD, que foram comercializados pela Apta Caminhões e Ônibus
Crédito: divulgação

A Transunião Transportes, empresa que tem sede no Itaim Paulista, aposta em novos modelos de ônibus para atender as necessidades de transporte urbano dos passageiros da zona leste de São Paulo. Passam a integrar a frota da empresa 20 novos ônibus, dos quais 17 são Volksbus 17.260 OD e três na versão 15.190 OD, que foram comercializados pela Apta Caminhões e Ônibus, concessionária da rede MAN/Volkswagen, com unidade em São Bernardo do Campo.

A operação foi concretizada por meio do Finame, modalidade de financiamento viabilizada pelo Banco Volkswagen, com recursos do BNDES (o banco nacional do desenvolvimento).

Para a Apta, além da venda, é importante a fidelização do cliente com o pós-vendas. A concessionária dispõe de um atendimento personalizado para o cliente para que os seus veículos permaneçam rodando e não precisem parar.

Os modelos possuem encarroçamento Caio Apache VIP e são indicados para operações urbanas, com grande volume de passageiros, más condições das vias e topografia acidentada. Também são ideais para aplicações de fretamento devido ao menor investimento inicial e custos operacionais reduzidos em comparação a modelos de motor traseiro.

Os ônibus aliam praticidade na manutenção e robustez com o conforto exigido pelos passageiros nesse tipo de serviço. Outras características são o itinerário eletrônico, janelas laterais com vidros temperados e incolores e poltronas dos passageiros modelo injetada.

Transunião – A história da Transunião, como empresa de transporte urbano, começa em 2003 com a então regulamentação do sistema de transporte na Capital. À época formaram-se as cooperativas de trabalho, que deram continuidade ao serviço de transporte de passageiros em bairros com difícil acesso pelos ônibus. Com o reconhecimento da importância do transporte público, em 2014 uma nova norma permitiu que as cooperativas se tornassem empresas, medida que trouxe ainda mais qualidade para os passageiros.

Concessionária - A Apta Caminhões e Ônibus é uma das mais modernas concessionárias de caminhões e ônibus da rede MAN Latin America/ Volkswagen. Possui unidades estrategicamente bem localizadas às margens da rodovia dos Imigrantes, uma no planalto no Km 26 na junção com o Rodoanel e outra na Baixada Santista no KM 64. As concessionárias atuam com uma linha completa e sua estrutura se divide entre vendas de caminhões e ônibus, novos e usados, peças e assistência técnica. A Apta atende 39 municípios da Grande São Paulo e 11 do litoral paulista.

Transunião Transportes
Divulgação.


VW entrega novos ônibus para a Grande São Paulo

31/05/2017 - Automotive Business

Empresa vendeu 45 chassis com suspensões pneumáticas à operadora ETT

REDAÇÃO AB

A VW Caminhões e Ônibus vendeu um lote de 45 unidades encarroçadas com o chassi Volksbus 17.230 ODS, dotado de suspensões pneumáticas. Os veículos foram adquiridos pela empresa ETT para o transporte urbano na Grande São Paulo. 

Os Volksbus representam cerca de 50% dos veículos da empresa. O chassi 17.230 ODS se adapta a carrocerias até 13,2 metros. Seu motor é o MAN D08, de quatro cilindros, que dispensa o uso de Arla 32 por adotar o sistema EGR de recirculação dos gases de escape. 

O novo lote recebeu carrocerias Caio com 39 assentos. “Os ônibus Volkswagen têm atendido às necessidades da ETT tanto no desempenho quanto na manutenção; suas peças são fáceis de encontrar e com custo adequado”, afirma o monitor de operação da empresa, Eduardo Alexander Silva. Ele também ressalta que as suspensões pneumáticas e a posição de dirigir agradam aos motoristas.

SPTrans entrega novos ônibus ao sistema municipal de transporte

31/05/2017 - Prefeitura de São Paulo

Veículos possuem os mais modernos itens de tecnologia e segurança

De Secretaria Especial de Comunicação

A SPTrans apresentou nesta quarta-feira (31) novos ônibus zero quilômetro que reforçam a frota na cidade de São Paulo. O evento simbólico, realizado na Prefeitura de São Paulo, apresentou três novos veículos - um midiônibus com capacidade para 54 passageiros, um básico para 73 pessoas e um padron com capacidade de 89 passageiros. 

“Os ônibus novos têm bancos anatômicos, com grau de conforto no seu sistema hidráulico e última tecnologia disponível no mercado brasileiro. Essa entrega representa nosso compromisso de oferecer veículos novos à cidade de São Paulo”, disse o prefeito João Doria.   

A entrega faz parte do calendário da Campanha Maio Amarelo, mês de conscientização sobre a valorização da vida e da segurança no trânsito. Essa entrega simbólica representa os mais de 400 ônibus novos entregues nesta gestão e que já estão em circulação por toda a cidade.

Os novos veículos trazem conforto, tecnologia e segurança. Todos saem de fábrica com as especificações técnicas exigidas pela SPTrans, com acessibilidade, espaço para cadeiras de rodas e equipados com ar-condicionado, tomadas USB, Wi-Fi, entre outros itens.

“Além dessas especificações, esses novos carros são equipados como motores Euro V e substituem na frota os veículos como motores Euro III. Dessa maneira eles também contribuem para melhoria da qualidade do ar da cidade. Com isso, São Paulo obtém mais qualidade e eficiência energética e mais atributos para convidar os usuários a trocar o transporte individual pelo transporte coletivo”, disse o secretário de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda.

A modernização e renovação da frota de ônibus têm sido possíveis antes mesmo da licitação para a concessão do serviço público de transporte coletivo de passageiros, que vai melhorar o sistema com novas diretrizes de segurança e conforto.

Licitação

A gestão atual está empenhada em melhorar o serviço oferecido aos usuários. Nesta  quinta-feira (1º de junho), a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) realizará uma audiência pública para um debate do poder público e sociedade civil sobre propostas do novo edital, que está em sua fase final. A audiência será realizada no Instituto de Engenharia de São Paulo, às 8h.

“Em maio assumimos o compromisso de retomar a licitação para a possibilidade de a cidade ter novos contratos, já que desde 2003 não há licitação em São Paulo. Com essa licitação queremos oferecer transporte de muito mais qualidade aos usuários“, disse Avelleda. 

A atual administração preza pelo diálogo com a população e, por meio desse mecanismo, está aberta a sugestões de toda a sociedade civil para definir a nova configuração do transporte municipal. Após a audiência, o edital será concluído e publicado para a fase de consulta pública.

A publicação do edital do sistema de ônibus é uma importante meta e uma das principais prioridades da administração da SMT, desde que a assumiu em janeiro deste ano.  

Imagens para download em:

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Prefeito Crespo decide revogar a licitação do BRT em Sorocaba

10/05/17 - Cruzeiro do Sul, Sorocaba e região

Marcelo Andrade - marcelo.andrade@jcruzeiro.com.br 
      
Após a assinatura do contrato para a implantação do BRT (ônibus rápido) ter sido adiada quatro vezes, agora o prefeito de Sorocaba decidiu revogar a licitação. Para isso, publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) um comunicado direcionado à empresa vencedora do certame, o Consórcio BRT Sorocaba, dando prazo de cinco dias para que se manifeste sobre o assunto. A proposta de valor da tarifa havia sido apresentada pelo consórcio vencedor na primeira semana de maio.

A execução do projeto do BRT exigiria a desapropriação de 16 imóveis, no valor total de R$ 24,4 milhões. O Consórcio BRT Sorocaba, caso o projeto viesse a sair do papel, também estaria responsável por 17 linhas no eixo BRT e deveria operar com uma frota de 125 ônibus, incluindo a quantidade reserva. Desde a campanha eleitoral, Crespo afirma que o BRT não é meta de seu governo. Ele defende o modelo VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).