domingo, 17 de junho de 2012

Cidade de Sorocaba terá faixas exclusivas para ônibus

14/06/2012  - Diário de SP

“Não tiro a razão da população de questionar a qualidade do transporte público. Por isso, estamos fazendo o possível para melhorar.” Foram com estas palavras que o secretário municipal de transportes e presidente da Urbes, Renato Gianolla, anunciou, na tarde desta quarta-feira (13), a implantação de um sistema de corredores em duas ruas de Sorocaba: a Hermelino Matarazzo e a Comendador Oeterer. O objetivo é tornar o fluxo dos ônibus do transporte público mais ágil e  reduzir a quantidade de veículos nas ruas.


Pioneiros no município, os corredores deverão entrar em operação até o fim de junho. “O modelo sustentável de transporte urbano sempre deve ser priorizado”, cita o secretário, se referindo a alternativas de locomoção como ônibus, bicicletas e caminhada.

A ideia é incentivar os sorocabanos a abraçarem a utilização dos ônibus públicos que tanto têm gerado reclamações e protestos por parte dos próprios munícipes.

Este trabalho teve início com a proibição de estacionamento no lado direito das principais ruas da cidade. Faixas exclusivas para a circulação de ônibus serão criadas.

Num primeiro momento, o acesso exclusivo para os ônibus será feito em horário determinado. De acordo com Gianolla, o projeto deverá se estender futuramente às ruas Padre Luiz, Francisco Scarpa e a avenida General Carneiro. 

Frota
“Antes a cidade não estava preparada para receber o sistema de corredores que precisa de uma grande quantidade de ônibus para funcionar corretamente”, explica Gianolla.

Ainda segundo ele, a necessidade atual da cidade deve propiciar a utilização de cerca de 20 novos ônibus que serão colocados em circulação entre agosto e outubro deste ano, nas linhas com o maior número de usuários.

Todas as medidas prometem sanar parcialmente os problemas daqueles que enfrentam ônibus lotados, todos os dias,  e reduzir o número de atrasos. 

Estudantes fazem barulho e cantam na porta da Urbes
Movimento Estudantil Domínio Público faz segunda manifestação para reivindicar melhorias no transporte público coletivo do município

“Mãos para o alto, essa passagem é um assalto”, gritava um grupo de 40 jovens na porta da Urbes - Trânsito e Transportes, na tarde desta quarta-feira. Embalados por frases de efeito e guiados por membros do Movimento Estudantil Domínio Público, o grupo protestou contra as condições do transporte público coletivo da cidade, além de questionar o valor da passagem, elevada para R$ 3,15.

“Estamos aqui para protocolar um manifesto sucinto, apontando vários problemas no transporte público e, principalmente, questionar o valor da passagem, que consideramos abusivo”, destaca Jean Marcelo dos Santos Campos, 19 anos, que faz parte do Domínio Público.

Os estudantes exigiram que Renato Gianolla viesse até a entrada do prédio para cumprimentá-los. “Não desci para não ser ofendido”, explica o presidente da Urbes durante a reunião com representantes do movimento estudantil.

Ele ouviu e debateu cada tópico do manifesto durante uma conversa que teve momentos mais tensos. “Por acaso você sabe o que é andar de ônibus?”, disse um dos estudantes a Gianolla, que rebateu: “Não nasci presidente da Urbes, estudei muito para chegar aqui e já andei muito de ônibus sim”.

Resultado
Foi durante a reunião que o secretário anunciou a implantação dos corredores para ônibus. “Os estudantes têm mais que se manifestar sim, de exigir sempre o melhor para cidade”, declara Gianolla.

Os representantes do Domínio Público protocolaram o manifesto e prometeram continuar lutando pelos direitos de todos os sorocabanos.

Reivindicações do manifesto
Municipalização do transporte
Grupo quer que licitações defendam o privilégio do setor privado, que presta o serviço visando apenas lucro.

Redução no valordo vale-transporte
Usuário do transporte público coletivo de Sorocaba paga a terceira maior tarifa do país.

Políticas públicas que privilegiem o transporte coletivo
População precisa se conscientizar e buscar propostas, implantando ideias efetivas para que vários problemas sejam minimizados.

Criação de corredores de ônibus
Trânsito caótico é provocado pelo excesso de veículos nas vias, pois os moradores do município preferem se endividar comprando carros e motos do que andarem de ônibus.

Aumento da frota e do horário de circulação
Moradores não têm direito a lazer noturno, pois os ônibus circulam até a 0h; além disso, nos horários de pico faltam ônibus, gerando atrasos.

Passe livre para estudantes
Estudante ganha pouco, luta para sobreviver e busca uma profissão para melhorar a sua própria qualidade de vida e de sua família.

A cara do transporte
Sorocaba conta com 364 ônibus urbanos que estão distribuídos em cem linhas. Elas atendem uma média de 218 mil passageiros nos dias úteis do mês e 72 mil em domingos e feriados. 

443 é o número de funcionários que trabalham diretamente na Urbes.k
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário