terça-feira, 3 de maio de 2016

São José dos Campos publica edital para implantação do BRT



03/05/2016 08:47 - Rádio Piratininga

A Prefeitura de São José dos Campos publicou nesse sábado (30) o edital para escolha da empresa que vai realizar as obras de implantação do Mobi, sistema de transporte público de massa com o uso de BRT (sigla em inglês para Bus Rapid Transit).

Catorze empresas e consórcios foram qualificados e estão aptos a disputar o lote 1, que contempla a construção de quatro corredores, totalizando 25,3 quilômetros de extensão, terminais de embarque e desembarque, além de um Centro de Controle Operacional (CCO).

As empresas e consórcios habilitados têm até o dia 2 de junho para apresentar as propostas financeiras. O valor teto do edital é de R$ 319.442.133,11. O pacote de obras desta fase prevê a implantação dos seguintes trechos: Corredor Estrada Velha /Bacabal, Corredor Andrômeda, Corredor Interligação Centro-Sul e Corredor Centro I.

O lote 1 também abrange a construção do Terminal Sul, do Terminal José Longo e do CCO. A rede proposta está toda baseada em um sistema composto por veículos do tipo BRT, distribuídos em corredores exclusivos. A alimentação será feita pelos terminais e estações de transferência.

Participam da licitação 14 empresas e consórcios que foram selecionados durante a fase de pré-qualificação. Foram avaliadas a capacidade técnica e financeira das concorrentes. O procedimento é recomendado em obras de grande complexidade e fornece segurança jurídica e credibilidade ao processo licitatório.

Corredores

Os primeiros corredores do sistema Mobi vão passar por importantes áreas das zonas sul e central do município. O Corredor Estrada Velha/Bacabal terá 6,7 quilômetros de extensão. Ele terá início na Avenida Doutor João Batista de Souza Soares, logo após a Rua Quixadá, com ponto final previsto no futuro Terminal Sul, no Jardim Imperial.

Já o Corredor Andrômeda vai partir da Avenida Doutor Sebastião Henrique da Cunha Pontes, via local da Rodovia Dutra, e também vai até o Terminal Sul, totalizando 8 quilômetros de extensão.

O terceiro corredor, denominado tecnicamente como Corredor Interligação Centro-Sul, terá 3,1 quilômetros de extensão, começando pela Avenida João Batista de Souza Soares, no mesmo terminal do corredor Estrada Velha/Bacabal.

Seu traçado prevê conexão com o Corredor Andrômeda, em frente ao Vale Sul Shopping, passando depois sobre a Avenida Jorge Zarur por meio de uma nova ponte. O traçado segue sentido Rio de Janeiro e faz a transposição da Via Dutra por um novo viaduto até a Avenida Benedito Matarazzo, fazendo a conexão com a Avenida José Longo, onde se localizará o futuro Terminal José Longo.

O Corredor Centro I será construído com 7,5 quilômetros de extensão, permitindo que o Mobi percorra importantes vias da zona central, área que atualmente recebe mais de 85% das linhas de transporte público.

O trecho, em formato de anel, terá início na Avenida Francisco José Longo, no futuro Terminal José Longo, e vai seguir pela Avenida João Guilhermino, rua Dolzani Ricardo, Antonio Saes, Francisco Rafael, Siqueira Campos e Praça da Matriz, chegando ao Terminal Central (futura Estação de Transferência Centro).

O corredor continuará pelas Avenidas São José, Madre Tereza, ruas Luiz Jacinto, Euclides Miragaia e avenidas Adhemar e Heitor Villa Lobos, retornando ao Terminal José Longo.

Terminais e Estações de Transferências

O lote 1 do Mobi prevê ainda a implantação de duas estações de transferência e dois terminais. O Terminal Sul será construído em frente à Praça Francisco Azevedo, no Jardim Imperial. Ele vai abrigar o início do corredor Estrada Velha/Bacabal e do corredor Andrômeda.

Já o Terminal José Longo ficará no cruzamento da Avenida Heitor Villa Lobos e Avenida Francisco José Longo. O terminal foi projetado para a integrar também os Corredores Estrada Velha/Bacabal e Andrômeda.

Os terminais vão funcionar como plataformas de distribuição dos veículos e serão construídos pensando na acessibilidade, conforto e segurança dos usuários do Mobi.

As estações de transferências vão permitir a baldeação dos passageiros para os demais corredores. A primeira unidade será construída na Avenida João Guilhermino, entre as ruas Eugênio Bonadio e Machado Sidney, na Praça Kennedy.

A Estação de Transferência Centro está projetada para funcionar no mesmo local do atual Terminal Central (Rodoviária Velha).

CCO

O Centro de Controle Operacional (CCO) será construído em terreno próximo ao Viaduto Kanebo. O prédio terá cerca de cerca de 600 metros quadrados e vai abrigar operações de gerenciamento e monitoramento do sistema Mobi.

O CCO funcionará com equipamentos e sistemas que vão permitir controlar os horários de deslocamento dos veículos, além de fazer a localização e a comunicação em tempo real com usuários e motoristas.

Pelo CCO será possível ainda ter acesso ao controle da demanda de bilhetagem eletrônica e contagem de passageiros, além de toda estrutura de segurança, como comando de alarmes e câmeras de vigilância dos veículos, estações e plataformas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário