quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Prefeitura de São Paulo vai licitar novamente corredores de ônibus que foram barrados pelo TCM e pelo TCU

04/02/2016 - Blog Ponto de Onibus

onibus
Corredor de ônibus da Inajar de Souza contou com verbas do PAC. Prefeitura vai licitar novamente corredores barrados pelo TCM e TCU e buscar recursos no mercado financeiro. Foto: Fabio Arantes/Secom

De acordo com Secretário de Infraestrutura Urbana, até o início de março devem ser entregues 33 quilômetros de corredores exclusivos para ônibus

ADAMO BAZANI

A Prefeitura de São Paulo vai licitar novamente corredores de ônibus que tiveram o processo interrompido por determinação do TCM – Tribunal de Contas do Município e TCU – Tribunal de Contas da União que, entre outros problemas, verificaram erros de projetos e também suspeitas de sobrepreço nas intervenções.

Um destes espaços, o prolongamento do Corredor da M Boi Mirim foi suspenso por exigência do Ministério das Cidades, como já tinha noticiado o Blog Ponto de Ônibus no dia 27 de janeiro deste ano, acompanhe no link: http://wp.me/p18rvS-5Mm

Os outros espaços são os corredores de ônibus na Radial Leste e Itaim Paulista que tiveram suspeitas de sobrepreço apontadas pelo TCM e pelo TCU.

Além disso, o corredor da Avenida dos Bandeirantes está em fase final de homologação. A informação foi repassada pelo secretário de Infraestrutura Urbana e Obras, Roberto Garibe, durante entrega da reforma do Corredor Inajar de Souza. Ele ainda explica, de acordo com nota da prefeitura de São Paulo, quais outros espaços que devem ser inaugurados. Segundo Garibe vão ser entregues até o início de março de março, 33 quilômetros de corredores de ônibus. Acompanhe:

“Entregamos o corredor da Berrini, 1,5 quilômetro do Ponte Baixa e hoje o Inajar. O corredor M’Boi Mirim já está pronto também e estamos finalizando o binário Santo Amaro. Com isso vamos entregar ainda neste bimestre 33 quilômetros de corredores de ônibus. Estamos em obras no Leste-Itaquera, todo o trecho da avenida Líder, e vamos começar outros que estão contratados”, explicou o secretário Roberto Garibe (Infraestrutura Urbana e Obras). Ainda segundo o secretário, o corredor Bandeirantes está em fase final de homologação, as obras na avenida Chucre Zaidan foram iniciadas e os editais dos corredores Itaim Paulista, Radial Leste e do prolongamento do M’Boi Mirim serão publicados em breve.

A promessa da prefeitura agora mudou. Durante a campanha eleitoral, o então candidato Fernando Haddad, hoje prefeito, tinha colocado como meta entregar 150 quilômetros de corredores de ônibus até o término da gestão, no final de 2016. No entanto, por dificuldades de financiamentos e também pelos bloqueios por parte do TCM e TCU, muitos com razão por causa de erros em projetos e outros motivados por supostas divergências polítias, agora a meta é diferente: até o final de 2016, ter 150 quilômetros de corredores de ônibus em obras ou licitados.

A reforma do corredor Inajar de Souza, entregue nesta quarta feira em São Paulo, custou R$ 170 milhões, sendo que R$ 129 milhões vieram pelo PAC – Programa de Aceleração Crescimento. O corredor tem 14,6 quilômetros de extensão, 28 paradas de ônibus, 3 quilômetros de ciclovia e 2,9 quilômetros de pista de caminhada.

As dificuldades da Prefeitura de São Paulo em obter liberação de recursos do PAC fizeram com que o prefeito Fernando Haddad decidisse buscar R$ 2 bilhões em financiamentos no mercado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário