quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Dos 14.800 ônibus de São Paulo, 344 possuem internet e 482 têm ar-condicionado

28/10/2015 - Blog Ponto de ônibus

Considerado o maior sistema de transportes por ônibus da América Latina, o transporte municipal de São Paulo ainda tem muito que se aperfeiçoar em relação às novas exigências dos passageiros sobre conforto, pontualidade e segurança.

Com a licitação do sistema, que deve reorganizar a prestação de serviços e redistribuir as linhas, a prefeitura promete alguns avanços também tecnológicos.

De acordo com dados divulgados nesta terça-feira, dia 27 de outubro de 2015, pela SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema, dos 14 mil 812 ônibus da Capital Paulista, apenas 482 possuem ar-condicionado, o que significa 3,2% da frota.

O equipamento passou a ser obrigatório, mas somente para os ônibus comparados zero quilômetro. Assim, o aumento da frota com ar-condicionado será gradativo.

Mesmo diante da licitação, empresas de linhas estruturais e as empresas que surgiram das antigas cooperativas que operam as linhas locais compram veículos novos, alguns avaliados em quase R$ 1 milhão, o que para o mercado é um indicativo que elas devam continuar no sistema.

O wi-fi também é outra exigência do passageiro que bem aos poucos começa a ser realidade nos ônibus paulistanos. São 344 coletivos que já operam com acesso à internet ou 2,3% da frota.

O serviço de internet vai se tornar obrigatório com a licitação. A previsão consta nos editais e as empresas terão de disponibilizar o acesso à internet em até oito meses depois da assinatura dos novos contratos.

As mais recentes renovações maiores de ônibus já com wi-fi e ar-condicionado ocorreram em empresas que vieram de cooperativas. Neste mês, a Transwolff, antiga Cooper-Pam concluiu a entrega de 90 ônibus com os equipamentos para a zona Sul de São Paulo e a Imperial Transportes, que era cooperativa Nova Aliança, colocou em operação 26 veículos para zona Sudeste. Outras ex-cooperativas também já colocaram ônibus novos.

Empresas de grupos tradicionais que operam linhas estruturais, como Via Sul, Viação Campo Belo, VIP, Sambaíba e a MobiBrasil, esta que atua desde 2011, também colocaram ônibus com ar e wi-fi.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário