sexta-feira, 12 de junho de 2015

Moradores de Marsilac (SP) vão ganhar linha de ônibus com tarifa zero

11/06/2015 - Catraca Livre

SPTrans explica que projeto, voltado a moradores do bairro no extremo sul da capital, aguarda apenas laudo da Cetesb para ser implementado


Julia Zanolli 

Morador de Marsilac leva até 9 h para ir e voltar
Morador de Marsilac leva até 9 h para ir e voltar ao centro
créditos: Vereda Estreita
 
Depois da pressão de moradores por transporte no extremo sul de São Paulo, a Prefeitura deve implementar linhas de ônibus gratuitas em Marsilac, bairro que pertence à subprefeitura de Parelheiros.
 
"A ideia é fazermos projetos-piloto com as linhas solicitadas da maneira como a comunidade entende que é o correto e vamos monitorar para saber o que está acontecendo. De acordo com os resultados vamos adaptando até dar uma resposta", afirmou o prefeito Fernando Haddad (PT) em comunicado da SPTrans.
 
Segundo o órgão, o grupo de moradores que se reuniu com Haddad reivindicou a implantação de três linhas de ônibus e melhorias nas vias de Marsilac, Barragem e Bosque do Sol. Por estarem em uma região de preservação ambiental, inicialmente as medidas terão caráter provisório e serão acompanhadas pelo poder público, pela comunidade local e pelos órgãos de preservação ambiental. Esta ação servirá principalmente para avaliar possíveis aumentos no adensamento nas regiões beneficiadas.
 
Em Marsilac, o estudo realizado para a implantação da linha de ônibus necessária para integrar os cerca de 1.800 moradores da região foi aprovado pela Associação de Proteção Ambiental (APA) e agora aguarda apenas um laudo da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) para que comece a operar.
 
Por ser uma linha que funcionará inicialmente em caráter experimental, utilizada apenas pelos moradores da região, a ideia é que os usuários sejam cadastrados para que não haja a cobrança da tarifa.
 
Histórico de luta
O movimento Luta do Transporte no Extremo Sul invadiu uma aula do prefeito na Universidade de São Paulo para pedir a criação de linhas de ônibus na região. A comunidade já havia criado uma linha experimental durante três dias com tarifa zero. O serviço foi custeado com dinheiro arrecadado em eventos na região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário