terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Obras para implantação do BRT em Sorocaba devem começar em agosto

27/01/2015 - G1

Licitação é prevista para abril e a empresa vencedora terá que comprovar competência para execução do BRT (Bus Rapid Transit)

Tássia Lima 
 
As obras para a implantação do transporte rápido em Sorocaba (SP) devem começar em agosto deste ano. O cronograma completo sobre o projeto do BRT (Bus Rapid Transit - ou ônibus de trânsito rápido) foi divulgado pelo prefeito Antonio Carlos Pannunzio na segunda-feira (26), durante entrevista coletiva.
 
No momento, o projeto está em fase de licitação, que deve ser concluída em abril. De acordo com a prefeitura, a empresa que vencer a concorrência deverá apresentar atestado de execução de serviço de transporte público, atestado de execução de obras de construção civil - públicas e de grande porte - e atestado de instalação de sistemas de operação de transporte coletivo. "A empresa terá que comprovar competência para executar um projeto dessa dimensão", explica Pannunzio.
 
Encerrada a licitação, será feita a assinatura do contrato e os ajustes finais do projeto, que prevê 40 Km de corredores exclusivos. As obras começam em agosto com a construção dos três corredores, das avenidas Itavuvu, Ipanema e Armando Pannunzio/General Carneiro. Na sequência, serão realizadas as demais obras - a construção de três novos terminais, quatro estações de transferência, 28 pontos de ônibus BRT e um pátio - e feitas as adaptações nas avenidas que terão faixas exclusivas, como a Avenida São Paulo e a Antonio Carlos Comitre.
 
A conclusão das obras está prevista para agosto de 2016, e a operação do transporte rápido, que contará com 125 ônibus, deve começar no mês seguinte. Segundo o diretor da Urbes, Renato Gianolla, a expectativa é que o BRT faça com que os sorocabanos utilizem mais o transporte coletivo. "Quando o motorista estiver em um congestionamento e, do lado dele, passar um ônibus com ar condicionado, no corredor exclusivo, e ele perceber que o ônibus chega primeiro que ele ao mesmo destino, a visão desse motorista vai começar a mudar", acredita Gianolla.

Tarifa
Ainda de acordo com a prefeitura, o valor máximo da tarifa técnica está previsto em R$ 3,83. Porém, Pannunzio orienta que esse não será o valor pago pelo usuário. "A tarifa técnica nada tem a ver com a tarifa paga pelos passageiros. A prefeitura subsidiará uma parte, como é feito com o transporte coletivo em vigência hoje", explica. Segundo o prefeito, o usuário pagará a tarifa normal válida para o transporte urbano - tanto que o cartão usado para utilizar o serviço será o mesmo usado para os ônibus comuns.
 
Contrato bilionário

O contrato para execução do BRT está estimado em R$ 2,4 bilhões. Porém, para a implantação, devem ser gastos R$ 200 milhões, dos quais R$ 127 milhões serão pagos pela prefeitura por meio do PAC - Programa de Aceleração de Crescimento, do Governo Federal - e os outros R$ 73 milhões serão investidos pela empresa vencedora da licitação.
 
O restante do valor deve ser gasto ao longo dos 20 anos de concessão, com o pagamento dos gastos de funcionamento das linhas, como salários dos funcionários, manutenção dos veículos de transporte coletivo e combustível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário