quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Avenidas Sumaré e Jabaquara terão faixas exclusivas de ônibus

30/10/2013 - O Estado de São Paulo

Segundo o secretário dos Transportes, São Paulo deve chegar a 300 km de faixas neste ano

Caio do Valle e Leandro Manço - O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO - O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, disse nesta quarta-feira, 30, que a cidade de São Paulo vai ganhar mais 57 km de faixas exclusivas de ônibus até o fim do ano. É que a nova meta apresentada pela gestão Fernando Haddad (PT) eleva para 300 km a quantidade desse mecanismo implantada na capital em 2013 - o dobro da previsão inicial.

Avenidas como Sumaré, Paulo VI e Corifeu de Azevedo Marques, na zona oeste, Jabaquara, na sul, e Doutor Assis Ribeiro, na leste, serão algumas a ganhar as faixas à direita. Além disso, as Ruas Vergueiro e Domingo de Moraes, na zona sul, também receberão as vias exclusivas para o transporte coletivo.

"Estamos criando uma rede com faixas exclusivas na cidade, de mobilidade, o que é muito importante", disse Tatto, segundo quem a velocidade média dos ônibus cresceu de 13,8 km/h para 20,4 km/h depois de a Prefeitura ter implantado 243 km de faixas exclusivas até agora neste ano.

Ele declarou ainda que, com isso, os veículos apresentaram uma redução de 8,8% no consumo de óleo diesel, pois ficam menos parados no trânsito. "São dados preliminares, mas você pode fazer vários raciocínios: economia do sistema, diminuição de poluição atmosférica. E se tiver uma migração do usuário do carro para o ônibus (isso aumenta)."

Com a implantação de mais quilômetros, a cidade terá, ao final de 2013, um total de 391 km de faixas exclusivas. É que até o fim da gestão anterior, do prefeito Gilberto Kassab (PSD), 91 km já haviam sido implantados nas vias da cidade.

"O conceito é: em vias onde passa ônibus, dar prioridade para os ônibus. Não vai parar nos 300 km, necessariamente", revelou o dirigente.

Radares. Para incentivar os motoristas de automóveis e motociclistas a respeitarem as faixas exclusivas de ônibus, a Prefeitura já começou a instalar 240 radares que flagram a invasão desses mecanismos por toda a cidade. Quatro aparelhos já passaram a funcionar. Eles ficam na Rua Teodoro Sampaio, na zona oeste, e nas Avenidas Aricanduva, na leste, e Cruzeiro do Sul, na norte.

Tatto afirmou que sua expectativa é que a totalidade desses equipamentos esteja funcionando em janeiro de 2014.

Desculpas. O secretário de Haddad ainda se desculpou pela confusão relatada por muitos passageiros em terminais e pontos de ônibus na zona leste após alterações promovidas em 43 linhas da região. As mudanças foram colocadas em prática no fim de semana e pegaram muita gente de surpresa.

Questionado se achava que a divulgação das informações sobre essas mudanças haviam lhe contentado, Tatto disse que não.

"Eu peço desculpa para a população, para o usuário do sistema de transportes, do que aconteceu. Nós vamos aprimorar. Determinei que fizessem mais panfletos, avisassem melhor. Foi um aprendizado. Foi uma mudança bastante grande. Talvez pudéssemos fazer melhor. Mas nesse sentido está sendo um aprendizado e nós vamos aprimorar a parte de informação ao usuário."

O secretário afirmou que determinou a impressão de "mais 300 mil panfletos" para serem distribuídos aos passageiros de bairros como Cidade Tiradentes e São Mateus, para esclarecê-los sobre as mudanças, que têm por meta reorganizar o transporte na região, deixando-o em formato de rede, com viagens mais rápidas (embora seccionadas, ou seja, demandando baldeações) para o centro.

Tatto disse que "o tempo máximo" para esperar o ônibus no ponto não deve ultrapassar cinco minutos, embora esse intervalo ainda não seja respeitado em várias linhas.

Bilhete único mensal. Sobre o bilhete único mensal, que permitirá viagens ilimitadas nos ônibus a R$ 140 por mês, para quem se cadastrar, o secretário dos Transportes afirmou que seu uso pode ser iniciado apenas em dezembro, em vez de novembro, uma promessa que fez no início do ano.

"Não tem a data precisa, porque preciso combinar com o prefeito. Acho que vai ser no final do mês, talvez no comecinho de dezembro. Preciso da informação da diretoria de gestão, mas possivelmente no mês de novembro", revelou. Na primeira quinzena de novembro, deverão ser feitos testes de campo. "Vão ser distribuídos alguns cartões e a partir desse teste de campo, é marcar a data para a divulgação."

Nenhum comentário:

Postar um comentário