sexta-feira, 29 de março de 2013

Meta de Jonas inclui BRT, moradias e esgoto tratado

29/03/2013 - Correio Popular

Meta de Jonas inclui BRT, moradias e esgoto tratado

Trânsito na Avenida das Amoreiras (Campinas): ônibus com grande capacidade de transporte devem aliviar tráfego

O prefeito Jonas Donizette (PSB) encaminhou ontem à Câmara de Campinas o plano de metas a serem atingidas nos quatro anos de governo e que, basicamente, reproduz seu programa de governo defendido na campanha eleitoral.

A ênfase está na implantação dos corredores Ouro Verde e Campo Grande por onde circularão os BRTs (ônibus rápido, de grande capacidade de passageiros); chegar a 100% de tratamento de esgoto; aumentar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos atuais 4,7 para 5,5; recuperar o Centro de Convivência; implantar 100 quilômetros de ciclovias e construir 10 mil unidades habitacionais.

O plano, que por exigência legal deve ser divulgado em 90 dias após a posse, traz um cronograma de quando, dentro dos quatro anos, cada projeto será concluído. A divulgação das metas é uma obrigação legal e o descumprimento tem punições que vão desde explicações à Câmara até a cassação do cargo.

Assim como a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o Plano Plurianual (PPA) e o Orçamento são obrigações do prefeito todo ano, caberá agora apresentar o cumprimento das metas a cada semestre. Todas as obras e orçamentos terão que ser detalhados e ficar disponíveis nos sites das autarquias, subprefeituras, da Câmara e da Prefeitura, além de ser publicado no Diário Oficial.

Jonas montou um plano calcado em três eixos: desenvolvimento econômico, desenvolvimento sustentável e desenvolvimento humano. O detalhamento, no entanto, estará no Plano Plurianual, onde serão elencados valores e destinação orçamentária para cada item.

Jonas leva um pacote de promessas para quatro anos de governo, que vão desde a remodelação da Avenida Orosimbo Maia para torná-la polo de atração de investimentos, como ocorreu com a Avenida Norte-Sul, passando pelo fim do aterro sanitário, até a repaginação do Centro.

Na carteira de projetos do prefeito estão ações de sustentabilidade, principalmente no uso de energia limpa, para reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Um projeto anunciado, que será feito em parceria com a CPFL Energia, Secretaria de Estado de Energia e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é o uso de carro elétrico. A Administração terá 40 desses veículos e ele próprio utilizará um modelo elétrico.

Economia

No eixo econômico, Jonas afirma querer criar condições para a instalação de empresas de base tecnológica e capacitar a cidade como polo logístico de exportação, congregando a via aérea à malha ferroviária e rodoviária. Segundo ele, o aeroporto de Viracopos consolida a cidade como plataforma de exportação e porta de entrada de importações.

Além disso, disse, com a implantação do Novo Complexo Aeroportuário de Viracopos, com o aeroporto indústria, haverá incremento do fluxo turístico e turístico de negócios para Campinas.

O prefeito afirmou, na mensagem ao Legislativo, que dentro do desafio de expandir e consolidar Campinas como uma cidade voltada à pesquisa e alta tecnologia, atuará no processo de tornar o município mais atrativo e desejável, através da melhoria nas suas características ambientais, urbanísticas e de mobilidade urbana.

O plano de metas informa que será implantado o programa "Cada Bairro é um Centro, o Centro é o nosso Bairro", que promoverá a requalificação dos bairros em relação às obras viárias, auxiliando na melhora das interligações entre eles, bem como no estímulo ao convívio no próprio bairro por meio de atividades culturais, esportivas, campanhas etc.



Comente

Nome
E-mail
Comentário



Trânsito na Avenida das Amoreiras (Campinas): ônibus com grande capacidade de transporte devem aliviar tráfego

O prefeito Jonas Donizette (PSB) encaminhou ontem à Câmara de Campinas o plano de metas a serem atingidas nos quatro anos de governo e que, basicamente, reproduz seu programa de governo defendido na campanha eleitoral.

A ênfase está na implantação dos corredores Ouro Verde e Campo Grande por onde circularão os BRTs (ônibus rápido, de grande capacidade de passageiros); chegar a 100% de tratamento de esgoto; aumentar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos atuais 4,7 para 5,5; recuperar o Centro de Convivência; implantar 100 quilômetros de ciclovias e construir 10 mil unidades habitacionais.

O plano, que por exigência legal deve ser divulgado em 90 dias após a posse, traz um cronograma de quando, dentro dos quatro anos, cada projeto será concluído. A divulgação das metas é uma obrigação legal e o descumprimento tem punições que vão desde explicações à Câmara até a cassação do cargo.

Assim como a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o Plano Plurianual (PPA) e o Orçamento são obrigações do prefeito todo ano, caberá agora apresentar o cumprimento das metas a cada semestre. Todas as obras e orçamentos terão que ser detalhados e ficar disponíveis nos sites das autarquias, subprefeituras, da Câmara e da Prefeitura, além de ser publicado no Diário Oficial.

Jonas montou um plano calcado em três eixos: desenvolvimento econômico, desenvolvimento sustentável e desenvolvimento humano. O detalhamento, no entanto, estará no Plano Plurianual, onde serão elencados valores e destinação orçamentária para cada item.

Jonas leva um pacote de promessas para quatro anos de governo, que vão desde a remodelação da Avenida Orosimbo Maia para torná-la polo de atração de investimentos, como ocorreu com a Avenida Norte-Sul, passando pelo fim do aterro sanitário, até a repaginação do Centro.

Na carteira de projetos do prefeito estão ações de sustentabilidade, principalmente no uso de energia limpa, para reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Um projeto anunciado, que será feito em parceria com a CPFL Energia, Secretaria de Estado de Energia e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é o uso de carro elétrico. A Administração terá 40 desses veículos e ele próprio utilizará um modelo elétrico.

Economia

No eixo econômico, Jonas afirma querer criar condições para a instalação de empresas de base tecnológica e capacitar a cidade como polo logístico de exportação, congregando a via aérea à malha ferroviária e rodoviária. Segundo ele, o aeroporto de Viracopos consolida a cidade como plataforma de exportação e porta de entrada de importações.

Além disso, disse, com a implantação do Novo Complexo Aeroportuário de Viracopos, com o aeroporto indústria, haverá incremento do fluxo turístico e turístico de negócios para Campinas.

O prefeito afirmou, na mensagem ao Legislativo, que dentro do desafio de expandir e consolidar Campinas como uma cidade voltada à pesquisa e alta tecnologia, atuará no processo de tornar o município mais atrativo e desejável, através da melhoria nas suas características ambientais, urbanísticas e de mobilidade urbana.

O plano de metas informa que será implantado o programa "Cada Bairro é um Centro, o Centro é o nosso Bairro", que promoverá a requalificação dos bairros em relação às obras viárias, auxiliando na melhora das interligações entre eles, bem como no estímulo ao convívio no próprio bairro por meio de atividades culturais, esportivas, campanhas etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário