sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Novos pontos de ônibus em São Paulo terão a 'cara' da região

25/10/2012 - Folha de São Paulo

A partir do começo do ano que vem, quem pegar ônibus do transporte urbano nas avenidas Paulista ou Luís Carlos Berrini vai esperar pelo transporte em uma estrutura com desenho avançado, batizada de ponto "high-tech".

SP terá relógios de LED e pontos 'high-tech'
Análise: Volta da propaganda às ruas pode ter resultados positivos

Nas marginais e nas proximidades de pontes e viadutos, o conceito do abrigo muda e a estrutura será em concreto, com maior resistência.

O consórcio que vai gerir os novos pontos de ônibus da cidade de São Paulo promete quatro estruturas diferentes, com design que se relaciona à região em que o equipamento for instalado.

"Pensamos nas características da cidade para desenhar os modelos. No centro histórico, por exemplo, os abrigos vão ser transparentes, permitindo que o usuário contemple o visual do entorno", afirmou Violeta Noya, representante do grupo vencedor.

A maior parte das vias --como a avenida Brasil, o entorno do parque Ibirapuera e a avenida Faria Lima--, porém, vai ter pontos em aço, chamados no projeto de "Caos Top".

"A intenção é embelezar São Paulo com as estruturas, que vão ser bem iluminadas e foram desenhadas para dar orgulho ao cidadão", afirma.

Em calçadas mais estreitas, com menos espaço para as estruturas originais, os pontos vão ser adaptados para proteger os usuários da chuva e de vento.

Os locais de instalação dos totens informativos de paradas de ônibus (sem cobertura), que não poderão ter publicidade, vão ser determinados por órgãos da prefeitura.

Editoria de Arte/Folhapress

REGIÕES

Os novos relógios de rua a serem instalados na cidade, de acordo com Ana Célia Biondi, representante do consórcio ganhador da concessão, foram projetados para durar 25 anos e serão operados e atualizados à distância.

"O projeto do relógio levou em conta as características da cidade. São dois modelos exclusivos capazes de resistir à chuva, à poluição, aos ventos", disse Biondi.

O grupo vai começar a substituir os antigos modelos no primeiro semestre do ano que vem e tem 14 meses para concluir o trabalho.

As regiões leste, oeste, norte e sul vão receber, no mínimo, 150 relógios. A porção central da cidade vai ter, no máximo, cem unidades. (JAIRO MARQUES)

+ CANAIS
Acompanhe a editoria de Cotidiano no Twitter
Acompanhe a Folha no Twitter
Conheça a página da Folha no Facebook
+ NOTÍCIAS EM COTIDIANO
Secretaria da Saúde esclarece 'falta de ajuda' à jovem assassinada
Três pessoas são mortas e seis feridas após assassinato de policial em SP
Governo amplia cobertura de vacinação contra gripe
Palmas quer climatizador em praça para aliviar calor de até 45°C
LIVRARIA DA FOLHA

GONZAGUINHA E GONZAGÃO
Regina Echeverria
De: 39,90
Por: 33,90
COMPRAR
CORAÇÕES DESCONTROLADOS
Ana Beatriz Barbosa Silva
De: 39,90
Por: 31,90
COMPRAR
Variação exagerada de humor pode ser sinal de síndrome de borderline
Confronto entre PCC e PM na Baixada Santista é recorrente, diz livro
Pesquisas de opinião estão entre as maiores falácias da matemática, diz autor
Criminosos transformaram cidade brasileira em 'inferno de violência'
Seu colega de trabalho pode ser um psicopata, diz livro
Presidiárias são mais propensas a relação homoerótica, diz Varella
Anuncie aqui
Links Patrocinados
Melhor Investimento?
Vinho alemão refrescante, Riesling. Todo site em 6 vezes sem juros
www.jardimdovinho.com.br
TIM Empresa - Consultor
Fale Ilimitado c/ 42 milhões de usuários TIM! Rep. Autorizado TIM.
www.Tim-Empresas.com/Consultor
Metais Sanitários Eternit
Tendências vêm e vão, mas o bom gosto é Eterno
www.eternit.com.br/metaissanitarios
Comentar esta reportagemVer todos os comentários (6)
Marcelo Mathias (53)(10h10) há 4 horas
facebooktwitter
0
1
ResponderDenuncie
Que legal, 46 mil reais cada ponto de onibus.
Quem projetou esses pontos, não anda de onibus e nem vive em São Paulo.
Bancos virarão moradias por serem planos e vidros que estarão quebrados em 1 semana, fora a fragilidade do modelo "aço".
O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem
Reynante * (6691)(10h17) há 4 horas
facebooktwitter
0
1
ResponderDenuncie
Esses ponto de onibus custaram, mais caros do que os apartamentos da Cohab...
Deve ter uns 200 atravessadores nessa história levando pro-pi-na...
O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem
Rodrigo Ferreira (850)(08h12) há 6 horas
facebooktwitter
0
0
ResponderDenuncie
Que ótima notícia, mais uma infraestrutura de uma empresa terceirizada que os usuários dos ônibus terão que pagar (custo embutido na passagem de ônibus). Essa gestão está mesmo ótima para a população, quem sabe não coloquem uma TV LED nos pontos e obriguem a população pagar também. O povo é obrigado a tudo, que país mais democrático.
O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem
Termos e condições



Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário