quinta-feira, 12 de julho de 2012

O BRT (Bus Rapid Transit) já é realidade no transporte metropolitano paulista

11/07/2012 - EMTU

Diante dos graves problemas que as grandes cidades do mundo vem enfrentado com a falta de mobilidade das pessoas, o sistema BRT (Bus Rapid Transit) ou "Corredor Rápido de Ônibus" tem sido a solução adotada pelas administrações públicas de diversos países para agilizar os deslocamentos da população, além de contribuir com o meio ambiente, por conta da significativa redução de emissões de CO2 que esse sistema pode proporcionar.

A modernidade do BRT faz parte do futuro próximo do transporte metropolitano de São Paulo com o projeto de construção do BRT Perimetral Leste - Jacu Pêssego, desenvolvido pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos - EMTU/SP, que em 2014 interligará a região do ABC paulista ao município de Guarulhos, o segundo município mais populoso do Estado.

BRT (Bus Rapid Transit)

O BRT é um sistema de transporte coletivo de média capacidade, operado por ônibus articulados e biarticulados que circulam em vias totalmente exclusivas sem interferência do tráfego geral, oferecendo aos passageiros conforto, segurança e viagens rápidas em seus deslocamentos. Ganha-se em agilidade no embarque e desembarque, que ocorrem em plataformas elevadas, no mesmo nível dos veículos, além do pré pagamento da tarifa nas estações. Os veículos são de alta capacidade e dotados de tecnologias mais limpas. A mobilidade da população é maior com a possibilidade das integrações com outros modais (ônibus, trem, Metrô) nas estações e terminais. O controle informatizado da sinalização, operação e informação em tempo real aos usuários conferem ao BRT mais confiabilidade a esse sistema de transporte.

BRT Perimetral Leste - Jacu Pêssego

O projeto BRT Perimetral Leste - Jacu Pêssego atenderá uma área onde estão concentrados mais de 1,5 milhão de habitantes. A ligação perimetral promoverá a mudança gradual nos deslocamentos das pessoas, reduzindo o número de viagens destinadas à área central da capital paulista, por conta da conexão de dois corredores de ônibus: o já consolidado Corredor Metropolitano ABD (São Mateus - Jabaquara) e o Corredor Metropolitano Guarulhos - São Paulo (Tucuruvi) que está em construção. Os 175 mil usuários estimados que utilizarão diariamente o novo corredor terão maior mobilidade, por meio das integrações com os sistemas metroferroviário (Linha 11 da CPTM e Linha 2 Monotrilho do Metrô), ônibus municipais e metropolitanos nas 26 Estações de Embarque e Transferências.

Ao longo dos 26 km de extensão do BRT paulista, circularão 195 modernos ônibus (articulados e Padron), de maior capacidade de transporte, com portas mais largas, ar condicionado, GPS, WI-FI e câmeras, propiciando mais conforto e segurança aos usuários. A modernidade estará presente na arquitetura das estações que contarão com travessias aéreas e acesso por escadas rolantes e elevadores. A preservação do meio ambiente também faz parte da concepção das estações que terão dispositivos para a captação de energia solar e de águas pluviais.

Cronograma

No último mês de junho foi realizada a Audiência Pública sobre o projeto, cujos estudos foram desenvolvidos entre outubro de 2011 e maio 2012. Em julho deste ano será publicado o edital de pré qualificação para selecionar as empresas interessadas em participar da licitação de execução das obras. O edital para as obras será em outubro e a construção do novo sistema deve começar em janeiro de 2013. A primeira fase do BRT Perimetral Leste - Jacu Pêssego será entregue à população no primeiro semestre de 2014. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário