terça-feira, 31 de maio de 2011

Metropolitana coloca em circulação em São Paulo primeira frota de ônibus a etanol do Brasil

31/05/2011 - UITPLAD

Os primeiros ônibus movidos a etanol da Metropolitana, entregues oficialmente nesta quinta-feira, dia 26, começam a circular nas ruas de São Paulo amanhã. A novidade fará, gradativamente, os trajetos das linhas 577T/10 (Jardim Miriam-Vila Gomes); 509M/10 (Jardim Miriam – Terminal Princesa Isabel) e 6358/10 (Jardim Luso – Terminal Bandeira).


“Este é o momento ideal de começar a mudar a visão sobre o transporte público no Brasil. A utilização de combustíveis limpos é um caminho sem volta”, afirmou a presidente da Metropolitana, Niege Chaves, durante a cerimônia de entrega, realizada no Anhembi. Ao parabenizar os parceiros doprojeto, o Cenbio da USP, Scania, Caio, Unica, Raízen, Prefeitura de São Paulo, Secretaria Municipal de Transportes e SPTrans, Niege lembrou que sem o trabalho e o empenho de todos, os ônibus entregues hoje não sairiam do papel. 

Para o presidente da Unica, Mark Jank, São Paulo toma a dianteira entre os municípios brasileiros no combate às mudanças climáticas. “Também ganha a saúde pública com a redução das emissões”, destacou. Com experiência obtida com a primeira frota de ônibus a etanol do mundo, na Suécia, o presidente da Scania para América Latina, Sven Antonsson, ressaltou a importância do transporte público movido a etanol. “Este é um grande salto para a saúde da população e do planeta”, disse. Ele lembrou que na Suécia, existem mais de 700 veículos com tecnologia semelhante e há todas as condições de ampliar este tipo de frota no Brasil. 

O secretário municipal de Transportes, Marcelo Branco, reforçou que a Prefeitura de São Paulo tem trabalhado para melhorar a mobilidade urbana. “Hoje demos mais um passo para cumprir o plano estabelecido para 2018, quando toda a frota do transporte público deverá ser movida a combustível não-fóssil”, reafirmou. Para cumprir as determinações da Política Municipal de Mudanças do Clima, instituída pela Lei nº 14.933, de 5 de junho de 2009, a Prefeitura já aprovou a substituição de 200 ônibus e se comprometeu a diminuir em pelo menos 10% ao ano o uso de combustíveis fósseis. Segundo o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Eduardo Jorge, o Brasil tem tudo para seguir o exemplo de Estocolmo. “Temos a tecnologia e um combustível 100% nacional. São Paulo é só o começo. Espero que o projeto seja implantado logo em Pernambuco”, destacou se referindo ao Estado onde a Metropolitana foi fundada há quase 30 anos. 

Para o prefeito Gilberto Kassab, a capital paulista dá o exemplo. “Conseguimos colocar este importante projeto de pé e mostrar a viabilidade do uso de combustível limpos no transporte público”, comemorou. Ele explicou que até junho, os 50 novos ônibus a etanol estarão circulando nas ruas e, em breve, haverá mais. 
A Metropolitana adquiriu 50 ônibus produzidos pela Scania e adaptados a partir de um estudo da USP. A Unica e a Raizen são responsáveis pela produção e distribuição do etanol, adicionado a 5% de aditivo promovedor de ignição. Os novos ônibus são do modelo K 270 4×2, com motor de nove litros de 270 cavalos de potência. A tecnologia utilizada atende às exigências da lei brasileira de emissão de gases poluentes; à Euro V, legislação de emissões que entrará em vigor no Brasil em 2012; além do mais exigente padrão de emissões da União Europeia - EEV -(Enhanced Environmentally Friendly Vehicles). 

O investimento da Metropolitana é da ordem de R$ 20 milhões. A empresa, que é uma das operadoras do sistema de transportes nas cidades de São Paulo e Recife, é pioneira no transporte público sustentável. “Não há como ficar imune à questão ambiental. Temos consciência da importância de investir em sustentabilidade, não apenas como forma de agregar valor ao negócio, mas como contribuição para a melhoria da qualidade de vida da população”, destaca a presidente do Grupo, Niege. O Grupo se prepara para ampliar os investimentos em 20% ao ano. “Estamos investindo não apenas no uso de combustíveis não-fósseis, mas também aperfeiçoar o transporte urbano para adequar aos padrões exigidos aos grandes eventos, como Copa do Mundo e Olimpíadas”, informa.


Sucesso no Brasil e no exterior
Antes mesmo de circular nas ruas de São Paulo, os ônibus movidos a etanol da Metropolitana já foram premiados no exterior. O projeto foi vencedor do prêmio internacional PTx2 Awards (Public Transport times two), na categoria Tecnologia e Inovação, concedido pela Associação Internacional de Transporte Público (International Association of Public Transport -UITP) anunciado durante o 59° Congresso e Exposição Mundial de Mobilidade e Transporte Urbano, neste último mês de abril, em Dubai, nos Emirados Árabes. O ônibus a etanol que passa a circular em São Paulo é baseado no modelo desenvolvido para a Suécia, pioneira no mundo na utilização em grande escala de transporte público urbano movido a etanol. Há mais de 20 anos, o país nórdico investe na substituição de combustíveis fósseis por alternativas menos poluentes.


A nova frota a etanol da Metropolitana também será apresentada como inovação na área de transporte público urbano e iniciativa sustentável na quarta IV Cúpula de Prefeitos da Rede C40, que reúne, em São Paulo nos dias 31 de maio, 1 e 2 de junho, prefeitos das 40 maiorescidades do mundo para o combate às mudanças climáticas. Criada em 2005, em Londres, a C40 reúne os representantes das grandes metrópoles, a cada dois anos, para apresentar os avanços e discutir o futuro diante as ameaças desencadeadas pelo aquecimento global. Esta será também a primeira vez que o evento acontece em um país da América Latina. A segunda edição foi realizada em Nova York, nos EstadosUnidos; e a terceira, em Seul, Coreia do Sul.

Sobre a Metropolitana

Pioneira no investimento em ônibus movidos a etanol para o transporte público urbano no País, a Metropolitana faz parte do Grupo Metropolitana, fundado em 1982, em Recife, Pernambuco. Com faturamento anual de cerca de R$ 260 milhões, o Grupo, presidido por NiegeChaves, é formado por empresas de transporte urbano e de soluções de tecnologia aplicada ao transporte. No total, são cerca de 3,2 mil funcionários e uma frota de mais de 760 veículos responsáveis pelo transporte de aproximadamente 420 mil pessoas por dia. Em 2008, a empresa iniciou a operação em São Paulo, onde integra o Consórcio Unisul, que transporta mais de 210 mil passageiros diariamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário