quarta-feira, 20 de outubro de 2010

SP inicia teste de híbrido da Volvo

20/10/2010 - Webtranspo - Marco Garcia

Sistema reduz consumo e poluentes na atmosfera

Modelo fará percuso da Cidade Universitária à Aclimação

Durante duas semanas o novo protótipo de ônibus híbrido (Hibribus) diesel/elétrico, desenvolvido pela Volvo Bus Latin America, será testado na cidade de São Paulo. O veículo será utilizado em uma linha que liga a Cidade Universitária à Aclimação. Da capital, o modelo seguirá para o Rio de Janeiro e, posteriormente, a Bogotá, na Colômbia.

A avaliação da montadora, começará nesta sexta-feira, 22, para, a partir de comparação de desempenho com os modelos de propulsão normal, comprovar a viabilidade técnica e econômica dessa nova matriz energética, que pode reduzir em 35% o consumo de combustível e de 80% a 90% a emissão de poluentes.

Se os resultados dos testes forem satisfatórios, a Volvo poderá iniciar a produção na unidade fabril paranaense a partir de 2012, com investimentos que podem atingir US$ 30 milhões, segundo Luis Carlos Pimenta, presidente da empresa. Na Europa, a companhia já comercializou 150 unidades desde o mês de abril.

Mesmo sem a confirmação da Volvo, Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo, afirmou que gostaria de ter perto de 200 unidades circulando até maio do ano que vem, momento em que a capital receberá representantes das 40 maiores cidades do mundo para um evento de sustentabilidade. Tais modelos poderiam vir da fábrica na Suécia.

Piso baixo facilita embarque de passageirosFábio Lorençon, engenheiro de vendas da Volvo, considera a tecnologia como “a maior inovação para o transporte publico mundial”. Segundo ele, há uma estimativa de que, “em pouco tempo, 70% dos modelos urbanos circulem com o sistema híbrido”.

Sem falar em valores, a montadora estima que um ônibus híbrido custará ago em torno de 50% a mais do que os modelos convencionais. Entretanto, Lorençon garante que “o investimento inicial tem condições de ser recuperado durante a vida útil do veículo”.

Duas fontes de tração

A tecnologia híbrida possui um motor elétrico – de 160 cavalos de potência -, que é utilizado pelo motorista para arrancar o ônibus até chegar a uma velocidade de 20 quilômetros por hora. A partir daí, entra em ação o motor a diesel, de 210 cavalos. A energia gerada pelas freadas vai recarregar as baterias do ônibus e, enquanto ele estiver parado, o motor a diesel fica desligado.

O chassis 7700 Hybrid, segundo a Volvo tem capacidade para até 80 passageiros, sendo 32 usuários sentados. O piso é 100% baixo, o que permite embarques e desembarques no mesmo nível da calçada. , motor a diesel traseiro, enquanto as baterias que movem o motor elétrico ficam no teto do veículo.

O modelo ficará em testes na capital por 15 dias e segue para as outras capitais. De acordo com a Volvo, retornará em março de 2011 para testes definitivos. A avaliação em São Paulo será realizada pelo Consórcio Sudoeste em parceria com a SPTrans e a Fundação Clinton.

Nenhum comentário:

Postar um comentário