quinta-feira, 3 de junho de 2010

S.Caetano busca integração de transportes com S.Paulo


quinta-feira, 3 de junho de 2010 8:20


Jessica Cavalheiro
Do Diário do Grande ABC

2 comentário(s)

Em reunião ontem com o secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PTB), elaborou projeto com a STM (Secretaria de Transportes Metropolitanos) que prevê a integração dos meios de transporte do município com as demais cidades da rede metropolitana.
A proposta é a primeira experiência da STM visando a criação da AMT (Autoridade Metropolitana de Transporte), projeto que busca a integração no setor entre todas as regiões do Estado. Para ser concretizada, a proposta da AMT precisa ser aprovada pela Assembleia Legislativa.
O acordo assinado entre Auricchio e a secretaria do Estado prevê estudos de planejamento e implementação de conjunto de ações de melhorias. Para isso, será assinado nos próximos dias protocolo de intenções entre a Prefeitura e a STM.
"Técnicos da secretaria e do município irão diagnosticar as necessidades e propor soluções para a região, de acordo com estudos matemáticos e pesquisas qualitativas e quantitativas realizadas com a população, além da questão da integração tarifária", informou por nota a assessoria da STM.
Auricchio, que se mostrou favorável à criação da AMT, sendo São Caetano a primeira cidade do Grande ABC a fazer parte ainda que inicialmente do projeto, afirmou que o objetivo é "readequar as linhas do município, visando a integração do transporte não só de São Caetano, como de todas as cidades do Grande ABC à Região Metropolitana."
Para o secretário Portella, a criação da Autoridade Metropolitana de Transporte poderá transformar o transporte público na região metropolitana de São Paulo. "O objetivo é racionalizar, integrar e planejar o transporte público, com o foco no deslocamento das pessoas, facilitando o dia a dia do cidadão", afirmou.
De acordo com a STM, as prioridades de intervenção com São Caetano preveem "a articulação dos transportes locais com a rede metropolitana de transportes visando a melhoria de sua conectividade."
Pasta estadual aguarda aprovação para criar autoridadeIdeia que, segundo o secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, já vem acontecendo há um ano e meio, o projeto da Pasta estadual consiste em criar a AMT (Autoridade Metropolitana de Transportes), responsável por coordenar de forma integrada o transporte na Capital paulista e nas cidades vizinhas.
O projeto prevê que um consórcio seja criado pelos municípios de cada região, para se delegar à AMT e trabalhar no planejamento e na operação do sistema de mobilidade. De acordo com a secretaria, cada cidade tem a opção de escolha caso não queira participar do consórcio que será criado em cada localidade.
O AMT terá ainda como objetivo estimular o aumento da qualidade e da produtividade dos serviços aos passageiros, inclusive a integração tarifária, e desestimular o uso do transportes individual.
Segundo o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, a proposta já prepara a cidade para a inauguração da Estação Tamanduateí e, quando a AMT for concretizada, seria "o pontapé inicial para a implantação do metrô leve sobre trilhos na região".
A inspiração para o novo órgão veio de modelos semelhantes de Nova York (Estados Unidos), Londres (Inglaterra) e Madri (Espanha).
Durante a inauguração das duas primeiras estações da Linha 4 Amarela do Metrô no dia 25, o secretário informou que o projeto já está na mãos do governador Alberto Goldman (PSDB) e que está pronto para ser enviado à Assembleia Legislativa para votação e aprovação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário